Que será feito da Borracha Escolar?


«Estas borrachas de agora não apagam nadinha!»

Um dia destes, fui surpreendido por esta frase aparentemente banal mas que me pôs a pensar.
"Estas borrachas de agora"?!?...
Tentei perceber do que se estava a falar e... "cheguei lá".
As "borrachas de agora" são as que não são as "borrachas de antigamente"!...
Ok... eu sei que estou a ser parvo. Mas... que raio... um gajo também pode ter um hobbyzito, não?
Explicando...

As "borrachas de agora" são aquelas borrachas brancas que, em vez de apagar, sujam as folhas todas de carvão de lápis (ou porta-minas) borratado, fazendo com que a malta obtenha o resultado precisamente oposto ao desejado quando demos connosco a dizer «Oh, porra! Enganei-me, pá! Vou ter de apagar esta bodega! Onde é que está o raio da borracha? Ah! Está aqui!».

Isso leva-nos, então, à questão "borrachas de antigamente".
O que são (ou eram)? Como são (ou eram)? E o que raio será feito delas?!...

Vamos por partes. Na Escola Primária, toda a miudagem tinha, não uma,... mas DUAS borrachas.
Uma verdinha, para apagar lápis e uma mais... "democrática", azul e vermelha, que apagava lápis e caneta. Ambas tinham uma risca branca de uma ponta a outra e, como disse, não havia miúdo que não as tivesse no estojo, com as canetas coloridas, os lápis, a afiadeira e mais umas quantas paneleirices que para mais não serviam do que 1) encher o estojo, ou 2)... sei lá... encher o estojo...!?

O sucesso destas borrachas era tal que várias marcas de material escolar copiaram o modelo, as cores e até a risca branca para lançar borrachas iguais. Mas não foi só. Até se fizeram "séries especiais" (assim bem ao estilo dos carros, por exemplo).
Lembro-me de ver uma borracha enorme, das verdes, para aí umas 10 vezes maior que as normais e umas outras, todas azuis (com a respectiva risca branca, claro) só para apagar caneta. Aliás... até havia uma destas todas azuis, em circulo... mas nunca entendi o conceito.

Com essas azuis (ou melhor, com a parte azul dessas borrachas) nunca me dei bem. Como eu tinha uma caligrafia assim... como dizer... meio merdosa, pronto!... tinha de apagar o que escrevia para tentar fazer melhor. Mas - ou era do meu (pouco) jeito, ou mesmo problema da borracha - a coisa corria tão mal que não só o erro desaparecia como também desaparecia... o próprio papel! Era um descalabro! Folhas e folhas dos meus cadernos e dossiers ficavam estragadas com furos onde outrora tinham existido grosseiros erros ortográficos e "érres" que mais pareciam "éfes" ou... "bês". Enfim... "contas feitas", tinha sempre os cadernos numa lástima... por culpa da pôrra da borracha.

Mas, de facto, esse tempo já lá vai.
Hoje em dia, as "borrachas de antigamente" (se bem que ainda existam) cairam em desuso. Ultrapassadas pelas tais borrachas brancas, que são assim umas dignas representantes da actual versão apanascada do material escolar. Isso e a parafernália de artigos de merchandising em forma de materiais escolares (borrachas incluidas, como é obvio) com bonecadas do DragonBall, Action Man, Barbie e coisas afins. No meu tempo, ainda bem que a malta não se lembrou de fazer canetas e lápis da "Candy, Candy"!... mas tenho pena que não tivessem feito do Conan ("o rapaz do futuro"!... granda pinta!)...
Enfim... mudam-se os tempos... e os resultados da "evolução" estão à vista...

«Estas borrachas de agora não apagam nadinha!»

4 inSensinho(s) assim...:

Kabum disse...

Eu tinha dessas borrachas verdes, vermelhas e azuis no meu tempo...Ahh k saudades da primaria...

Pecola disse...

=o) Mudam.se os tempos, mudam.se as... borrachas =o)

carbonarias disse...

Estou contigo. Eu ainda uso dessas borrachas. Tenho uma em forma de bola de futebol ( que por acaso saiu no Record), mas que não uso para nmão borratar a folha de papel.

Só não cvoncordo com o que disseste da parte azul da borracha, mas...

Anónimo disse...

SINCERAMENTE..............DEBATER SOBRE BORRACHAS?????
Tem tanto assunto mais interessante.Por exemplo:
-Há inteligência extraterrenas???
-É possível vida sem oxigênio???
-Há vida em ambientes que seriam letais para o homem??
e vai por aí afora......
HUMBERTO