A MORTE do InSenso Comum



Já o disse aqui… Este blog tem os dias contados. Para quem é um regular (e, por isso, claramente InSensato) leitor aqui do burgo, não será surpresa (re)ler que esta “folha” azul não passará do dia 3 de Fevereiro de 2050 (como, de resto, já referi num
post anterior, datado de 24 de Março de 2005). Faltam pouco menos de 45 anos, portanto.

Para além do facto de ser bom recordarmos a nós próprios que não somos eternos, não haveria qualquer outra razão para voltar a este assunto, caso não houvesse desenvolvimentos dignos de registo acerca da “notícia”. Mas há.

A data 3 de Fevereiro de 2050 não aparece do nada. É apontada por um site chamado "
Death Clock" (O Relógio da Morte) como sendo o dia do meu suspiro final. E isso já foi, então, referido no InSenso “Faltam pouco menos de 45...”. No entanto, esse site arguto, apesar de dar a informação do momento exacto em que o meu InSensato Ventrículo Esquerdo se associa ao Direito para uma greve permanente (sem fim, mesmo) às horas extraordinárias e de expediente (chega-se inclusivamente ao extremo da contagem decrescente ser em... segundos), a causa de morte fica lamentavelmente esquecida. E isso é uma falha imperdoável, porque um gajo... já que já sabe que vai morrer em dia “x”… mais vale saber de quê o porquê… certo?

Hoje finalmente descobri.

Numa passagem fortuita por um blog da minha preferência [
este], deparei-me com um link para um novo site que prediz o perecimento da malta. "The Death Psychic" (O Vidente da Morte) providencia a informação que falta ao Relógio da Morte. Ou então… tal como o outro… não consegue oferecer a informação toda. Pensando bem… eles até podiam pensar numa eventual fusão num único site, que eu sugeriria intitular-se “The Death Psychic’s Clock” (O relógio do Vidente da Morte). Por que não…?

Mas… estou a desviar-me do que aqui me traz.

Dizia eu que descobri a causa da minha morte, que me foi indicada pelo tal “vidente cibernético”. Passo a transcrever o que me foi dado a ler quando introduzi os meus dados pessoais:

«Você levanta-se da cama uma madrugada para investigar um barulho estranho. Minutos mais tarde, você é cercado por vários intrusos e espancado até à morte com os seus utensílios de lareira.»

Nem mais! Na madrugada de 3 de Fevereiro (o relógio termina às 00 horas desse dia), eu serei violentamente agredido com uma tenaz ou uma vassoura de ferro por uns caramelos que me entrem pela casa adentro. E será esse o fim. Meu e, consequentemente, do blog que agora está pachorrentamente a ler.

Não posso dizer que esteja completamente descontente com este desfecho. Dá-me quase 74 anos de vida e a malta não pode pedir muito mais, até porque a partir daí pouca coisa de interessante se faz na vida. Mas deixa-me com algumas questões “pendentes”.

O que faz um velhadas de 74 anos a investigar barulhos estranhos que, muito provavelmente, nem sequer pode ouvir? Quando encarar os intrusos… será que não terei uma arma para os derrubar? É que, por essa altura, a malta deve andar metida nos Viagras… só por isso! E não havendo nada mais “a mão”… um objecto contundente e firme bastará para os derrotar?

Bom… perguntas que não saberei se têm resposta. No entanto, pelo sim pelo não… vou desde já assegurar-me de que nunca mais terei utensílios de lareira no apartamento. E a minha próxima casa… nem lareira vai ter!...

2 inSensinho(s) assim...:

Maria disse...

Lalalalalalala...E muitos anos de vida ao insenso blog e autor!
Esta nova fragância de "insenso" não deita cheiro na casa, mas purifica o mau ambiente!

Loba das Estepes disse...

Tuesday, June 27, 2062 é o que me cabe!

Por isso, prepara a cama para quando chegar lá cima, dormir que nem um anjo!
;)