"Que cera...cera!..."


Uma aturada observação do facto nos últimos tempos leva-me a crer que produzo hoje muito mais cera nos ouvidos do que há uns anos.

Não julgo que isto seja forçosamente um defeito, não tenho a certeza que isto me traga uma boa oportunidade de negócio mas creio que, pelo menos, me torna hoje um sujeito mais interessante do que há uns anos para a indústria da decoração, na sua vertente de produção de velas.

Ora aí está um válido motivo de orgulho e não uma forma vazia de vaidade como algumas pessoas têm, pensando que são interessantes por algum motivo fútil, como ser inteligente, por exemplo.

1 inSensinho(s) assim...:

Teresa disse...

ai este teu post.. sinceramente...
epá acho que só tenho mesmo a comentar o seguinte: já que isso é uma produção assim tão... pronto, como tu dizes... vê lá se fazes mas é umas velinhas para a malta, a ver se finalmente deixo de ir à natura e lojas afins largar umas massas né??!
E para quando os óculos do K@ant? Sempre quero ver o que o colega aí de cima também tem a opinar sobre o assunto... :)